Telemedicina: Tudo o que você precisa saber

Mesmo antes da pandemia do covid-19, diversos setores estavam vivenciando uma revolução tecnológica e os hábitos da população estavam mudando bastante. Um grande exemplo disso, é a revolução existente nos meios de pagamento, nas compras em varejos e supermercados e também nas novas formas que estão surgindo para realizar transferências bancárias.

Com isso, a área da medicina também está vivenciando uma grande mudança nos últimos anos e está se digitalizando cada vez mais. A telemedicina é basicamente a execução de serviços a distância e já é uma prática comum em diversos países do mundo. Conheça um pouco mais sobre a telemedicina, o que é, como foi criada e quando utiliza-la.

O que é telemedicina?

A telemedicina é uma especialidade da área de saúde que disponibiliza uma série de serviços a distância, por meio da tecnologia, para que você possa fazer consultas e uma série de outros procedimentos de maneira online, através do seu computador, tablet ou celular, por ligação ou até por chat e vídeo chamada.

Segundo o Conselho Federal de Medicina na Resolução CFM nº 1.643/2002, a telemedicina representa o exercício da medicina através do uso de metodologias interativas de comunicação audiovisual e de dados, com o objetivo de assistência, educação e pesquisa em saúde.

Essa área da saúde teve um elevado crescimento principalmente no ano de 2020 devido a pandemia do covid-19, porém já é utilizada no Brasil há muito tempo e garante o atendimento de forma rápida, eficiente e descomplicada, sem o paciente precisar sair de casa para ter um determinado diagnóstico ou receber um exame.

Como funciona a telemedicina?

A telemedicina funciona por meio de equipamentos digitais, softwares, plataformas que precisam estar conectadas à internet,  possibilitando o atendimento e diagnóstico de qualidade de maneira remota. Com diferentes especialidades, entenda como funciona cada uma dessas áreas, como teleassistência e telelaudo.

A primeira é uma área mais conhecida e utilizada no Brasil, que faz a emissão de laudos a distância através de softwares de saúde. Ela é utilizada principalmente por laboratórios.

A segunda área, que é a teleassistência, digitaliza uma série de serviços, como:

  • consultas;
  • triagem;
  • monitoramento do paciente;
  • entre outros.

Tudo isso é realizado de maneira online e a distância.

Telemedicina é confiável? 

Mas afinal, “A telemedicina funciona? Quando devo utilizar ela?”

De maneira geral, algumas pessoas ainda têm muito receio com essa prática, porém principalmente devido ao isolamento social, ela é uma ferramenta bastante benéfica e possui diversos benefícios, como, a comodidade de não precisar se deslocar até um consultório, esperar às vezes por horas, ser atendido de maneira rápida e depois retornar para casa.

O ideal é que você utilize a telemedicina ao sentir desconforto ou sintomas leves de alguma possível doenças. Caso você esteja muito doente, será aconselhado ao médico da teleconsulta a procurar o hospital mais próximo e tomar os devidos cuidados e medicamentos.Os principais benefícios da telemedicina são:

  • comodidade;
  • agilidade, tanto na consulta quando no tratamento;
  • possibilidade de ser atendido por um médico de qualidade de qualquer estado do país;
  • acessibilidade;
  • troca de informação entre especialistas em tempo real.

Além dos benefícios já citados, a telemedicina vai atuar diminuindo a automedicação, que de acordo com uma pesquisa realizada em 2019 pelo Datafolha, quase 80% dos brasileiros se automedica e isso torna essa questão um dos grandes gargalos da saúde no Brasil, pois, com a telemedicina a pessoa pode ser atendido por telefone, chat e até videochamada de maneira rápida e prática.

Como é a telemedicina no Brasil

No Brasil, a telemedicina é utilizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) desde os anos 2000, principalmente nas áreas mais remotas no país para tentar solucionar o problema de escassez de médicos e dar condições das pessoas que moram nessas regiões serem atendidas por profissionais da saúde.

Esse serviço é conhecido como Telessaúde Brasil Redes, o programa é formado por quatro serviços oferecidos a profissionais do SUS:

  • Teleassistência;
  • Telelaudos;
  • Segunda opinião médica.

Cabe ressaltar que de acordo com as leis em vigência em maio de 2020, a telemedicina pode ser aplicada em toda especialidade médica. Desde que se mantenha a  responsabilidade médica, além do sigilo e da segurança do paciente.

Saiba também: o que é teleconsulta, como e quando contratar

Atualmente, diversos planos de saúde e empresas estão aderindo a esse serviço, já que, como citado anteriormente, uma grande parcela da população está mais disposta a realizar esse tipo de serviço e se gostar do atendimento, deve continuar ao longo do tempo sendo consultado através da telemedicina.

 Com o Ôn Vida+, você tem acesso a telemedicina 24h

O Ôn Vida+ democratiza o acesso a telemedicina e funciona de maneira extremamente simples. Para ser atendido basta pegar o telefone, ligar para a central e solicitar o atendimento médico, a equipe de especialistas engloba:

  • Médicos
  • Psicólogos
  • Assistentes Sociais
  • Nutricionistas
  • Farmacêuticos
  • Educadores Físicos

Cabe ressaltar que existem dois planos, o Plano Tele e o Plano Vídeo. A principal diferença é que para o Plano Tele, não é possível realizar consulta por vídeo, prescrição online e não está inclusa a odontologia de urgência.

Além de tudo isso, as consultas são ilimitadas e não é necessário nenhum tipo de agendamento, para finalizar, os planos anteriormente citados do Ôn Vida+ possuem preços bastante acessíveis, com o objetivo de  promover o acesso à saúde. Para conferir como tudo isso funciona detalhadamente, entre em contato conosco.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito + vinte =