Dia mundial de luta contra a AIDS, o que eu preciso saber?

Saiba tudo sobre a AIDS e tire todas as suas dúvidas em relação ao assunto. Descubra os sintomas e os melhores métodos de tratamento!

Muitos não sabem, mas a data de 1° de dezembro é marcada pelo começo da campanha chamada de Dezembro Vermelho.

A campanha de Dezembro Vermelho tem o objetivo de alertar a população de uma maneira geral para que ela possa se prevenir de doenças como a AIDS e outras que podem ser sexualmente transmissíveis, como a sífilis, hepatite B e várias outras.

Saiba mais sobre o vírus da AIDS nos seguintes tópicos:

  • Qual a diferença entre AIDS e HIV?
  • Quais os sintomas da AIDS e como identificá-los?
  • Entenda os melhores métodos de prevenção contra a AIDS

Qual a diferença entre AIDS e HIV?

AIDS é a sigla inglesa para síndrome da imunodeficiência adquirida, que é uma doença causada pelo vírus da imunodeficiência humana, o HIV, também em inglês.

Dessa forma, nem todos que têm AIDS têm HIV, mas todos que têm HIV tem AIDS.

Portanto uma pessoa que é soropositiva, ou seja, que está contaminada pelo vírus do HIV pode ficar vários anos com ele sem desenvolver a AIDS, mas ela pode transmiti-lá para outra pessoa caso ela realize relações sexuais sem nenhum tipo de proteção.

Contudo, além da AIDS, essa pessoa pode ser infectada com outras doenças, como sífilis, HIV e hepatite B, que também são doenças sexualmente transmissíveis.

A Aids, por sua vez, é gerada a partir de vários ataques do HIV, que fazem com que o sistema imunológico perca eficiência e as células de defesa sejam destruídas.

Dessa maneira, o vírus age deixando o organismo fraco e mais susceptível ao desenvolvimento de várias outras doenças, contudo, como o sistema imunológico é variável de pessoa para pessoa, isso vai variar também entre os indivíduos.

Quais os sintomas da AIDS e como identificá-los?

Se você quer saber se corre o risco de estar com AIDS, você deve primeiro pensar se teve algum comportamento de risco, como ter relações sexuais sem o uso de preservativos ou o compartilhamento de seringas.

Para ficar atento, listamos os principais sintomas de uma maneira geral, estes, por sua vez são:

  • Febre;
  • Mal estar geral;
  • Dor de garganta;
  • Tosse seca.

Se você apresentou ou está apresentando esses sintomas o ideal é que você vá o mais rápido que conseguir para um médico.

Se possível, se  previna de todas as maneiras possíveis para que não dissemine o vírus através do uso de medicamentos e, através de exames de sangue, confira se está infectado realmente ou não.

Contudo, o HIV somente é perceptível no sangue após 30 dias depois do comportamento de risco que você praticou, dessa forma, é provável que ao visitar o médico ele faça um primeiro teste e depois de 28 dias você repita o exame para checar se está infectado ou não.

Continue a leitura e saiba os melhores métodos de prevenção contra a AIDS.

Veja só!

Entenda os melhores métodos de prevenção contra a AIDS

De uma maneira geral, para se prevenir contra a AIDS, basta seguir os passos abaixo:

  • Não compartilhar agulhas ou seringas, utilizando-as sempre novas e descartáveis e fazendo a verificação disso, caso você vá a um hospital ou posto de saúde;
  • Não entre em contato direto com feridas nem com líquidos corporais de outras pessoas sem utilizar luvas ou qualquer equipamento que lhe proteja;
  • Sempre nas relações sexuais utilize preservativos, para garantir que não haja troca de nenhum líquido corporal entre os dois.

Dessa forma, para se prevenir, você deve evitar o contato com secreções ou com o sangue das pessoas, para garantir que você não seja contaminado.

Contudo, há um medicamento chamado Truvada, que é indicado para prevenir o HIV, podendo ser tomado antes da exposição ao vírus ou em até o período de 3 dias após a mesma.

Cabe ressaltar que você pode utilizar esse medicamento somente caso o médico dê a prescrição.

Por fim, o ideal é que você se previna através dos métodos citados acima para garantir com que você não corra o risco de ser contaminado com essa doença e que, caso você tenha suspeita que está com o vírus, procure um médico para tomar as medidas necessárias e realizar o teste.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 − 11 =